Você consegue detalhar quem são os seus clientes? Os detalhes sobre o seu comprador ideal são importantíssimos na hora de estabelecer e atrair o público certo.

Em primeiro lugar, é preciso ter as personas da sua marca bem definidas para as estratégias de inbound marketing e diversas ações dentro da sua empresa.  

Nesse artigo vamos mostrar o papel dessas personas na hora de criar uma comunicação muito mais eficiente com o público.

O uso das personas para atrair o público certo

Provavelmente você já se questionou sobre quem é o seu público alvo.  Conhecer quem deseja e precisa do seu produto é crucial para pensar nas ações a serem realizadas na hora de falar com o seu futuro cliente ideal. 

Esse processo envolve passos desde a criação de conteúdo, escolha de canais, possíveis eventos que a sua empresa vai participar e principalmente as ações de vendas

Para isso você pode utilizar um recurso chamado: construção de persona. Um passo a passo fácil que te ajuda a conhecer quem é o seu cliente ideal.

Mas afinal, o que é persona?

Persona é um cliente fictício criado com características reais de pessoas. A partir da junção de informações, um cliente padrão é criado.

É possível ter mais de uma persona, afinal, diferentes tipos de pessoas podem se interessar pelo mesmo produto/serviço e é preciso focar nas necessidades e características de todas elas.  

Todavia, estabelecer essa persona auxilia na definição de estratégias mais assertivas de comunicação. Sabendo com quem você precisa se comunicar fica muito mais fácil criar um conteúdo específico para seus objetivos.

Em outras palavras, uma boa definição de persona pode ser feita por meio de pesquisas que devem passar pelo contato com os clientes obrigatoriamente.

Você precisa conversar com eles, entender suas características, e assim conseguirá fazer uma construção real. 

Veja mais sobre o que persona no vídeo que separamos aqui:

Persona: o que é e como definir a sua persona.

Talvez ao ouvir esse termo, o conceito de público alvo surja à sua mente. Apesar de parecidos essas definições não se tratam da mesma coisa e é o que veremos no tópico a seguir. 

A grande diferença entre persona e público alvo 

persona e público alvo

Quando falamos de público alvo, estamos nos referindo a informações demográficas, como idade, cargo, média salarial e formação educacional. Com esses dados você consegue imaginar que um grupo tem a mesma característica.

Agora quando falamos de persona conseguimos  imaginar exatamente quem uma pessoa é a partir das características descritas ali.

Quais são as motivações dela? Seus objetivos? Anseios, problemas e dores? 

Sim! As características demográficas também podem ser consideradas aqui, mas não são elas que delimitam o perfil  do seu cliente.

Pra deixar essa diferença ainda mais clara vamos aplicar dois exemplos:

  • Público alvo

Homens e mulheres, entre 24 e 30 anos, que acabaram de se formar em arquitetura e estão buscando maior capacitação profissional fora do país.

  • Persona

Pedro, 26 anos, recém formado em arquitetura, autônomo, está em busca de entender mais sobre arquitetura internacional.

Fala quatro idiomas e gosta muito de intercâmbio. É inscrito em canais de viagens no youtube e compartilha suas viagens no instagram.

Ele está a procura de uma agência de turismos que possa o ajudar a tirar todas as suas dúvidas sobre o melhor país para estudar tendências de arte urbana. 

Analisando esses exemplos, fica muito mais simples entendermos porque criar uma persona. 

Se pensarmos no “Pedro”, já sabemos qual o estilo de linguagem devemos usar, por qual estilo de conteúdo ele se interessa e quais canais podemos usar. Aqui conseguimos planejar como para mandar a mensagem certa para a pessoa certa. 

Para se aprofundar no entendimento dessas diferenças recomendamos que dê uma olhada nesse artigo da Rock Content.

Depois desse conteúdo você já tem uma ideia do que é uma persona,  por isso iremos nos aprofundar mais no assunto e conhecer o PIC. Essa estratégia irá te guiar no caminho dessa definição.

Perfil ideal de cliente (PIC)

O perfil ideal de cliente (PIC), trata-se de uma estratégia de vendas que visa classificar quais são clientes realmente bons e quais não são para o seu negócio.

A partir desse conceito, sua empresa pode produzir materiais que chamem a atenção do público.

Por meio disso, é possível criar um cliente ideal, baseado em dados verdadeiros sobre os comportamentos e características de pessoas.

Com o perfil desses clientes, é possível personalizar seus sites de acordo com a sua necessidade. 

Dessa forma você encontrará aquele cliente que tem uma necessidade que a sua empresa pode suprir.

E irá criar um relacionamento com quem compreende a importância do seu produto/serviço.

Mas apenas ter noção da importância dessa estratégia para sua marca não basta. Confira como agir para criar suas personas no próximo tópico.

Como fazer o processo de reconhecimento de persona?

Se você já possui uma base de clientes fica muito mais fácil fazer uma pesquisa.

Do contrário, se seu negócio é novo, pense em empresas parecidas com a sua, ou como gostaria de se posicionar e busque entender quem é a persona dessas empresas.

Se sua marca já tem um público mais consolidado, provavelmente vai encontrar diversos perfis de persona dentro do público que consome os seus produtos.

Para isso, é importante tenha certeza de qual tipo de persona a sua empresa realmente quer. Qual é mais rentável? Qual combina melhor com o foco do seu negócio?

 A partir disso você começa a criar grupo de personas e depois entender quais delas representam a maior parte do seu público.

Assim, logo perceberá o público que a sua empresa tem maior interesse em atingir e priorizará essas personas. 

Como fazer isso na prática?

Imaginando quais perguntas você deve fazer para definir a sua persona? Separamos aqui alguns questionamentos que você pode levantar:

  • idade;
  • cargo;
  • nível de instrução;
  • hábitos;
  • uso tecnologias 
  • preocupações;
  • hobbies, 
  • crenças.

Saiba também que tipos de ações que você pode adotar:

  • pesquisas por e-mail;
  • pesquisas em pop- up;
  • conversas com pessoas em locais públicos;
  • conversas com as pessoas online;
  • grupos com o perfil do seu cliente ideal;
  • análises comentários em produtos;
  • análise de sites de perguntas e respostas.

Com a persona já criada, é mais fácil decidir quais temas serão tratados nos conteúdos produzidos, como e onde serão publicados.

Dessa forma focar nos assuntos que sanem as dúvidas dos potenciais clientes, que os façam conhecer a empresa e demonstrar interesse nos produtos/serviços se torna mais certeiro e aumentam as chances de vendas.

Se quiser saber ainda mais sobre estratégias de inbound marketing leia o material incrível que separamos e baixe no e-book  “Como fazer inbound marketing para vendas B2B” .