Olá, seja muito bem-vindoooo!

Eu sou o Fábio Guaragni, diretor de estratégias digitais da Gaud, e preparei este artigo com muito carinho, tenho certeza que será útil para os seus negócios.

Vamos lá!

O momento é de mudanças, inovações e renovações.

Os modelos tradicionais de negócios estão em colapso e buscam formas de entender a nova economia. Isso é um fato real!

O marketing, que já foi revolucionário no apoio as vendas do passado, agora atua com novas tecnologias e entende as demandas consumidor na era digital.

O mundo está atento ao Inbound Marketing, ou  Marketing de Atração.

Quer saber mais, não é?


O que é o Inbound Marketing?

É uma nova metodologia de marketing baseada na jornada de compra do cliente.

Está focada  em atrair potenciais clientes, reconhecendo o momento de compra adequado e aumenta a possibilidade de fechamento.

De forma resumida, ao invés de ofertar um produto em massa, busca-se atrair clientes potenciais que realmente precisam do seu produto.

Diferente a metodologia tradicional onde é necessário gastar muito para atingir poucos, no Inbound Marketing você investe para atrair públicos direcionado e qualificá-los na jornada de compra.

A regra de ouro é captar leads e gerar vendas.

Passou o momento de forçar a barra empurrando produtos/serviços, agora é a hora de agregar valor para conquistar.

Quatro diferenças entre a publicidade tradicional e o Inbound Marketing

Dentre muitos aspectos estas são diferenças básicas entre estas abordagens.

Publicidade TradicionalInbound Marketing
Empresa procura o clienteCliente procura a empresa
Campanhas de massa focadas em venda diretaConteúdos focados em atrair potenciais clientes
Venda por insistênciaVenda por interesse
Foco no produtoFoco no cliente
A publicidade tradicional está em descrédito

Como funciona o Inbound Marketing?

A popularização dos aparelhos celulares e o barateamento no acesso a internet permitiu que qualquer pessoa pudesse tirar informações da palma da mão, o Inbound tira proveito deste novo comportamento.

O primeiro passo é  entender que trata-se de uma metodologia estratégica com três momentos chaves: Atrair, Converter e Relacionar. Também conhecido como Funil de Vendas.

Vamos conhecer?

funil de inbound marketing

Atrair

A primeira etapa consiste em oferecer conteúdos relevantes para atrair potenciais clientes aos canais digitais da empresa. Gerar tráfego e estabelecer primeiro ponto de contato com na jornada de compra.

Resultado: Novos visitantes.

“Quem não é visto, não é lembrado”

Converter

O segundo passo é converter um visitante em um lead, propondo o preenchimento de formulário em troca de um conteúdo muito relevante para este visitante.

Alguns exemplos de conteúdos, são acessos temporários a áreas exclusivas, webinars, pesquisas, ebooks e outros.

Resultado: Aumento de leads.

“Faça-se a luz!”

Relacionar

Agora que capturamos o lead, o momento é de gerar interesse do prospect para o nosso produto/serviço e estabelecer uma relação entre as partes.

Guiando dentro da jornada de compra para encontrar o momento ideal para a venda.

Resultados: Novas oportunidades de negócios.

“Quem procura, encontra.”

Cadê a venda?

O objetivo de tudo é a venda. 

Lembre-se que comentei logo acima que o Inbound Marketing é uma metodologia estratégica? Então chegou a hora.

Durante a fase de relacionamento realizamos ações para transformar o lead em oportunidade e encaminhar para o setor de vendas.

Que recebe um prospect qualificado e faz a sua mágica.

No caso de lojas virtuais ou negócios digitais, encaminhando diretamente para o carrinho de compras.:

Resultado: Vendas

Vendendo mais com Inbound Marketing

Vender sempre é empolgante

Agora que já conquistamos o cliente é importante não esquecer dele.

Formulando novas jornadas de compra e com muita criatividade para gerar novas oportunidades.

É mais barato manter um cliente do que conquistar novos.

Seja criativo e mãos à obra.

Aplicando gestão no Inbound Marketing

Toda empresa precisa ser objetiva para se manter no mercado, com Inbound Marketing a premissa é a mesma.

Para atingir objetivos devemos definir metas e acompanhar constantemente para evoluir.

Abandone as chamadas métricas de vaidade, curtidas e seguidores, esteja atento ao seu cliente.

Não importa a quantidade de seguidores ou curtidas da sua rede social, mas sim o quanto eles engajam com o seu conteúdo.

O que você está fazendo realmente importa?

Seguidores não pagam as contas ao final do mês, vendas sim.

Agradeço muito pelo tempo que você disponibilizou para ler este artigo.

Obrigado.