Você está se perguntando como atrair clientes para sua página de captura? 

A verdade é que você não vai atrair clientes. Pelo menos não logo de cara.

É isso mesmo! O que você vai atrair para sua landing page são visitantes. E esses visitantes, em troca de uma recompensa, se transformam em leads

Os leads, ou clientes em potencial, estão em diferentes fases de sua jornada de compra.

A gente vai te explicar tudo isso com mais detalhes neste artigo, não se preocupe.

Mas, até aqui, você já deve ter percebido que, de visitante à cliente, o processo exige planejamento e estratégia.

É preciso saber como esse processo funciona, isso faz toda a diferença. E, se você continuar aqui com a gente neste artigo, vai poder aprender:

O que é uma página de captura e como ela pode ser útil
Como visitantes se tornam leads
Como leads se tornam clientes
Estágios de consciência do consumidor
3 dicas valiosas para que seu futuro cliente encontre a sua landing page.

Vamos lá?

Páginas de captura

Criando uma landing page

A página de captura é uma das melhores formas de mostrar ao público-alvo como a sua empresa pode resolver o problema que ele está enfrentando.

Diferente de um site ou blog, nos quais você aborda assuntos variados que, aos poucos, vão sanando as dúvidas dos seus potenciais clientes, a landing page comporta um outro tipo de quantidade e qualidade de informações.

Nós já fizemos um artigo super completo sobre o que não pode faltar em uma página de captura bem estruturada, mas, basicamente, é importante fornecer informações o suficiente. 

Conquistando leads com páginas de captura bem estruturadas

Ou seja, não dá para saturar seu visitante com textos muito longos, links e publicidade na hora errada.

Da mesma forma, informações de menos podem não preencher a lacuna da confiança, e o visitante acaba não sentindo credibilidade na proposta que você está fazendo a ele, que precisa ser uma troca justa.

E, por falar em troca justa, que tipo de recompensa você está oferecendo em troca do contato do seu visitante?

Nesse momento, procure se colocar no lugar do lead em potencial: você deixaria o seu contato em qualquer formulário, em troca de um conteúdo raso ou daquele tipo que mais parece um ctrl+c, ctrl+v de tudo o que já tem por aí? 

A gente sabe que não.

Por isso, para conseguir o contato do lead, que é valioso para você e sua empresa, ofereça conteúdo de valor em troca.

Ou seja, marketing de conteúdo com certeza, faz toda a diferença quando se trata de trazer um lead para sua lista.

Como visitantes se tornam leads

Antes de ser um lead, a pessoa que encontrou sua página de captura é apenas um visitante. 

Ela chegou até a sua landing page porque, provavelmente a recompensa que você está oferecendo é interessante para ela ou para seu negócio.

Isso significa que sem uma boa recompensa, os motivos para que um desconhecido abra a sua página são quase nulos.

Na verdade, as suas páginas de captura são quase como páginas de download para o seu público-alvo. 

Então, basicamente, o segredo do processo de conversão de visitante para lead está na relevância do conteúdo que você oferece, seja um eBook, um podcast, um desconto especial ou um brinde. 

Além disso, outro aspecto que deve ser levado em consideração é a segmentação do público. 

Pode ser que você queira oferecer um material bem abrangente, pensando, principalmente, na quantidade de pessoas que podem querer obtê-lo.

Mas pode ser que seja mais interessante começar a pensar, mesmo antes da produção da sua landing page, na qualidade dos leads, ou seja, no tipo de cliente que você está buscando.

E isso tem tudo a ver com a sua persona. Se você já tem noção do perfil do seu cliente, então sabe como construir um conteúdo pensado para ele.

Você pode segmentar ainda mais o seu público quando entende se o visitante da sua página de captura está no topo, meio ou final do funil de vendas.

Afinal, uma landing page que foi pensada para atrair o público de início de funil não vai funcionar da mesma forma para os consumidores mais conscientes, de fundo de funil. 

A conclusão que fica é que cada tipo de recompensa atrai um tipo diferente de caçador de recompensas. Fique de olho nisso!

Como leads se tornam clientes

Você já tem a sua lista de leads. E agora?

O cuidado que você precisa ter com o seu lead não é muito diferente do qual você tem com os visitantes.

É importante não ficar preocupado demais em encantar novos leads e se esquecer de que aqueles que já foram conquistados precisam ser nutridos.

Continue a criar conteúdo de valor e fique de olho nas métricas: quem se interessa pelo quê?

Quais são os e-mails com maior taxa de abertura, os posts com mais interações?

Aos poucos, você vai conhecendo o comportamento e os interesses dos seus clientes em potencial.

Com essas informações em mãos, aumentam as oportunidades de criar conteúdos cada vez mais personalizados, e personalização é algo que agrada qualquer cliente.

Para isso, outras landing pages podem ser criadas com o intuito de segmentar ainda mais sua lista.

Você cria uma recompensa que tem mais a ver com certo perfil dos seus leads e, em troca, pede algumas informações mais precisas sobre eles.

Assim, você passa não apenas a entender mais sobre os diversos estilos de comportamento de consumo de cada pessoa da sua lista, mas também adquire informações que mostram em qual estágio de consciência do consumidor seus leads se encontram.

Estágios de consciência do consumidor

Já temos um post sobre isso, mas, basicamente, seu lead ou mesmo seu visitante pode estar em um dos cinco estágios seguintes:

  1. Inconsciente: quando ele não faz ideia de que tem um problema e de que precisa resolvê-lo;
  2. Consciente do problema: sabe que enfrenta um problema, mas não procura a solução;
  3. Consciente da solução: sabe que existe uma solução para o problema, mas ainda não achou o que procura;
  4. Consciente do produto/serviço: quando encontrou o que procurava, mas ainda tem dúvidas e objeções;
  5. Totalmente consciente: está interessado no produto e esperando pela melhor oferta.

O melhor momento para que um cliente em potencial encontre a sua página de captura é a partir do estágio 4, de consciência do produto ou serviço.

Afinal, ele já entende que precisa do que você oferece e é o momento perfeito para que justamente o seu conteúdo tire as suas dúvidas e objeções.

O próximo passo é saber como a sua página de captura pode ser encontrada por esse consumidor.

3 dicas valiosas para que seu futuro cliente encontre a sua landing page

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o processo de conversão de visitante à cliente, vamos te mostrar como o inbound marketing pode fazer com que as pessoas encontrem sua marca e queiram saber ainda mais sobre ela.

Venda para quem tem interesse

Nossa primeira dica tem tudo a ver com as redes sociais e poder que elas te dão para segmentar o seu público por interesses.

Se você já tem uma persona definida, já está um passo à frente na assertividade da produção de conteúdo para suas mídias.

Somado a isso, há o fato de que é possível identificar perfis de públicos diferentes em canais diferentes.

Há quem prefira procurar soluções como as que você oferece no Facebook, já outras pessoas preferem o LinkedIn. 

Estar em vários canais é super importante, mas lembre-se: não precisa atirar para todos os lados.

Se já houve a percepção de que seu maior público está concentrado em um ou dois canais de distribuição, foque neles e invista na qualidade daquilo que você produz.

Isso porque é muito mais eficaz vender para quem você já sabe que tem interesse e está naquele estágio mais consciente de compra, porque já andou procurando soluções e encontrou a sua graças ao conteúdo que você tem produzido.

E isso nos leva a nossa próxima dica:

Produza conteúdo de valor

Ninguém vai encontrar a solução que sua empresa tem a oferecer se não houver nada ou muito pouco sobre o seu produto ou serviço na internet, certo?

Quando você investe em inbound marketing e começa a produzir conteúdo de valor, as chances do consumidor encontrar os seus posts aumentam muito.

A frequência com que você posta e, principalmente, a qualidade daquilo que você faz são diferenciais para o seu visitante.

Quando você é comprometido e, mais do que isso, mostra que realmente quer ajudar uma pessoa ou empresa a resolver um problema, os resultados aparecem.

Por isso, explore seus canais de distribuição e produza conteúdo de valor, com propósito e pensado para o perfil da sua persona.

Há uma infinidade de conteúdos que podem ser produzidos pela sua empresa:

  • Vídeos;
  • Stories;
  • Lives;
  • Eventos virtuais;
  • Webinars;
  • E-mail marketing;
  • eBooks;
  • Artigos;
  • Check-lists para download;
  • Podcasts.

E vale lembrar que o conteúdo de valor não deve aparecer no seu planejamento estratégico só na hora de criar uma página de captura. Inbound marketing deve fazer parte do dia a dia da sua empresa.

Ainda assim, você pode pensar em algo ainda mais especial para usar como recompensa na sua landing page.

Ou seja: não produza só para a página de captura, mas deixe o melhor para ela. 

Produza conteúdos interessantes para seu site, blog e redes sociais no geral, pois é com eles que você constrói uma base sólida de credibilidade para sua empresa.

Mas capriche em um conteúdo ainda mais completo para colocar em sua página de captura e atrair leads.

Anuncie

Invista em anúncios e tráfegos pagos

Nossa última dica é sobre investir em anúncios e tráfego pagos. Eles aceleram os resultados que, normalmente, demorariam um pouco mais para aparecer.

É fundamental reservar verba exclusiva para os anúncios, afinal, é com eles que você pode alcançar ainda mais pessoas que estão rolando o feed e, muitas vezes, não sabem que precisam da solução que sua empresa oferece até encontrá-la, de fato.

Os anúncios também são uma ótima ferramenta de segmentação. Em um único anúncio, podem ser escolhidas:

  • Palavras-chave; 
  • Local do anúncio; 
  • Idade, local e idioma do público-alvo; 
  • Dias, horários e frequência das postagens; 
  • Os diferentes dispositivos nos quais seu anúncio vai aparecer.

Para entender melhor sobre landing pages, separamos um artigo bem completo da Resultados Digitais, clique aqui para ler.

Todas essas dicas são pontos de contato de marca, ou seja, as formas como a solução da sua marca entra em contato com a necessidade de um futuro cliente.

E quanto mais você envolver o seu potencial cliente com informações sobre sua marca e conteúdo de valor, mais ele vai se sentir confiante sobre seu produto ou serviço, porque suas dúvidas e objeções vão desaparecendo com o tempo e a qualidade desse contato.

Agora que você já sabe como atrair clientes em potencial, é hora de colocar todas essas dicas em prática! 

E se você ainda tem alguma dúvida, os especialistas da Gaud estão aqui para te ajudar. Entre em contato!