Quando se trata de construir estratégias de vendas na internet, alguns erros são bastante comuns. 

E por isso nesse artigo, você vai entender como um planejamento bem estruturado pode evitar diversos erros.

Vamos conferir?

Não seja um turista digital
Segredo para transformar prospects em leads
Não confunda benchmarking com cópia
Não pense que o anúncio é a solução
Não tente vender o tempo todo

Não seja um turista digital

Quem não é visto, não é lembrado. Essa frase pode até ser um clichê, mas, nesse caso, é a pura verdade.

Um dos principais erros das empresas, principalmente as que estão começando a entrar no universo online, é deixar a desejar quanto à presença digital

Quando uma empresa está presente nos diversos canais de distribuição e nas redes sociais, as chances de ser vista pelo público-alvo consequentemente aumentam.

Não dá para reclamar que os leads não estão chegando se você não investiu em frequência e consistência de postagens (aliadas, é claro, a qualidade do seu conteúdo).

Sem falar que, quanto maior for a frequência com a qual o seu negócio aborda o assunto que domina, mais rapidamente sua marca se tornará referência nesse tema.

É um processo natural, mas que deve ser muito bem estruturado e planejado e pode trazer bons frutos à longo prazo.

Outro ponto fundamental quando falamos em presença digital é feedback e monitoramento de métricas.

Seus prospects e leads estão online, e, se sua empresa investe na criação de conteúdos de valor e procura interagir com seu público, é possível não só receber o feedback de quem está do outro lado da tela, mas mapear o comportamento do consumidor por meio de ferramentas de métricas.

Segredo para transformar prospects em leads

E, como um bom empreendedor, você deve saber que o segredo para transformar prospects em leads e, mais tarde, em clientes, está justamente aí: quanto mais informações se tem do seu público-alvo e ICP (Ideal Customer Profile), mais perto de encontrar o match perfeito entre o cliente e a empresa.

Aqui vão algumas dicas para você garantir sua presença digital:

  1. Use e abuse das redes sociais: seus futuros clientes estão rolando o feed neste exato momento, então, hora de produzir conteúdo para todos os seus canais de distribuição!
  2. O SEO é seu aliado: entenda como as plataformas de publicação funcionam e como você pode usar de estratégias para melhorar a qualidade do seu posicionamento;
  3. O mobile veio com tudo: ter um site e não pensar na versão mobile é perca de tempo e dinheiro. Seu conteúdo deve estar disponível em todas as plataformas e dispositivos possíveis, para alcançar cada vez mais pessoas;
  4. Invista em anúncios: eles são responsáveis por acelerar resultados e podem dar o impulso que faltava para seu seu negócio deslanchar;
  5. Conteúdo de valor atrai pessoas, então produza algo que realmente seja útil para o seu público-alvo e você será lembrado;
  6. Contrate uma empresa especializada: uma agência de marketing digital já sabe tudo sobre posicionamento e conta com especialistas que podem descomplicar esse processo. É, sem dúvidas, um bom investimento.

Como atrair leads para o setor de vendas com marketing digital?

Não confunda benchmarking com cópia

No inglês, benchmark significa referência.

Então, a técnica de benchmarking é literalmente encontrar pontos de referência em negócios do mesmo segmento, para melhorar o próprio negócio.

A gente já falou em outros posts o quão importante é ficar de olho na concorrência, principalmente para entender de que forma os pontos fortes e também os pontos fracos das empresas do mesmo segmento estão sendo trabalhados.

Mas quando você ultrapassa os limites do benchmarking e começa a copiar o conteúdo e as estratégias dessas empresas, também corta pela raiz as chances de construir uma história única e original no universo online, e elimina as chances de ter diferenciais autênticos.

O fato de que, cada vez mais, os influencers estão ganhando atenção nas redes sociais mostra o quanto as pessoas estão buscando pessoas e empresas de verdade com as quais se identificar, valorizando autenticidade e originalidade.

Um ótimo exemplo de empresa que conquistou um espaço memorável na internet é a Magazine Luiza, que investiu em market place e em brand persona, por meio da Lu, a influenciadora virtual da marca.

Abrindo espaço para parceiros, o marketplace da Magazine Luiza se tornou um dos mais acessados do Brasil.

E, transformando o que costumava ser o atendimento tradicional, a Lu se tornou um diferencial grandioso.

O canal da marca no YouTube se tornou o Canal da Lu, e já conta com 2,2 milhões de inscritos.

Toda a estratégia da Magazine Luiza é uma grande inspiração, e mostra como é importante entender as tendências e usá-las de modo autêntico, sempre visando melhorar a experiência do consumidor.

Não pense que o anúncio é a solução

Você acha que o anúncio pago pode cobrir a falta de produção de conteúdos em suas mídias sociais? Se sim, é melhor repensar!

Nós falamos há pouco que uma das formas de garantir a boa presença digital é o investimento em anúncios pagos, que podem acelerar resultados. 

Perceba que estamos falando de resultados que já estão movimentando seu negócio, que, por sua vez, já tem outras estratégias que devem, sem falta, envolver o inbound marketing e a criação de conteúdo de valor para o seu público.

Pensa só: de que adianta você impulsionar uma publicação que gera interesse, se a pessoa clica no seu perfil e não encontra mais nada de interessante por lá?

Ela vai priorizar empresas que, além de investirem em anúncios, também ofereçam algo que vá de encontro com sua necessidade ou interesse.

Não criar conteúdos e investir apenas em anúncios pode até parecer uma solução fácil no início, mas à médio prazo o custo fica alto para o retorno.

Enquanto isso, os conteúdos de valor atraem pessoas constantemente.

Ou seja, anúncios são grandes aliados, mas a fonte de suas conquista está no quão útil seu conteúdo pode ser para alguém que talvez nem sabe o quanto precisa dele.

Não tente vender o tempo todo

A princípio, pode parecer estranho não tentar vender quando o seu objetivo é, de fato, vender.

No entanto, as pessoas que estão nas redes sociais não estão querendo comprar produtos ou contratar serviços. 

Em muitos casos, elas estão procurando por alguma solução para um problema que identificaram.

Mas, na maioria das vezes, elas apenas desejam se distrair, aprender e se conectar com outras pessoas que acreditam nas mesmas coisas. 

O seu papel, então, é ensinar aquilo que você sabe, ajudar da forma que você pode, e participar ativamente das redes sociais, interagindo e se mostrando solícito e interessado no que os outros têm a dizer. 

Dessa forma, você passa de vendedor chato a parceiro, ganhando confiança e credibilidade.

A venda então, passa a ser uma consequência desse relacionamento entre você/sua empresa e o seu cliente.

E, agora que você já sabe o que não fazer de jeito nenhum, está pronto para mirar nas atitudes certeiras e fazer o seu negócio crescer ainda mais.

Se você ainda tem alguma dúvida, sinta-se à vontade para contactar os especialistas em inbound marketing para vendas B2B da Gaud, combinado?